Terça-feira
18 de Junho de 2024 - 
Ética, respeito, seriedade e confiabilidade!

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas noticias.
Nome:
Email:

FALE CONOSCO

+55 (11) 98411-6890+55 (11) 4965-0768

Previsão do tempo

Segunda-feira - São Paulo, SP

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Guarulhos, SP

Máx
33ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

“De Portas Abertas com a Rede” orienta mulheres vítimas de violência doméstica e familiar

Encontro abordou serviços públicos disponíveis. A Vara Central de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher promoveu, hoje (28), mais um encontro do projeto “De Portas Abertas com a Rede”, voltado para mulheres em situação de violência doméstica com medidas protetivas vigentes. A conversa, mediada pela juíza Joanna Palmieri Abdallah, contou com a participação de psicólogas e assistentes sociais do TJSP, da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e da Casa da Mulher Brasileira. O objetivo foi pulgar os trabalhos da rede de proteção às vítimas, que podem acionar os serviços especializados ou ligar para os telefones 180 ou 190. “As mulheres podem buscar ajuda por persos meios, como o programa Guardiã Maria da Penha, a Casa da Mulher Brasileira, as secretarias estaduais, as casas de acolhimento, a Defensoria Pública, o Ministério Público e a delegacia da mulher", explicou Joanna Palmieri Abdallah. Também foram citados o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o Centro de Defesa e de Convivência da Mulher (CDCM) e o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP). Ao longo do encontro, a juíza sanou dúvidas das participantes e reforçou a importância de mulheres com medidas protetivas em vigor manterem dados pessoais, como telefone e endereço, atualizados. “A vara responsável pelo processo contata as vítimas e realiza estudo periódico para avaliar se a situação de risco continua e se há necessidade de manter a medida protetiva", disse. Sobre o projeto “De portas Abertas com a Rede” é um espaço de diálogo e acolhimento de mulheres em situação de violência doméstica e familiar que possibilita a troca de experiências, inserção na rede de proteção e identificação da relação entre questões de gênero e situações de violência. Além das rodas de conversa, o projeto atua na prestação de orientações jurídicas e no encaminhamento às instituições, como Defensoria Pública, delegacias especializadas e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). As reuniões ocorrem mensalmente na Casa da Mulher Brasileira, com possibilidade de participação virtual. imprensatj@tjsp.jus.br
28/05/2024 (00:00)
Visitas no site:  623744
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia